Resenha: Refúgio – Harlan Coben

/Editora Arqueiro/Resenhas/

Refugio-harlan-coben-estante-dos-sonhosEditora: Arqueiro
Autor: Harlan Coben
ISBN: 9788580571608
Edição: 1
Número de páginas: 368
Acabamento: Brochura
Compre: Amazon
Classificação EDS:  100 de 100 pontos

Apresentado ao público pela primeira vez no suspense “Alta tensão”, Mickey Bolitar se vê obrigado a ir morar com seu tio Myron, um ex-agente do FBI, após testemunhar a morte do pai e internar a própria mãe numa clínica de reabilitação.
Agora o rapaz precisa se esforçar para conviver com o tio, de quem nunca gostou muito, e ainda se adaptar ao novo colégio. Para sua sorte, ele logo arruma uma namorada, a doce Ashley, que também é nova na escola. Quando sua vida parece estar entrando nos eixos, o destino lhe reserva uma surpresa: Ashley desaparece misteriosamente.
Determinado a não perder mais uma pessoa importante em sua vida, Mickey contará com a ajuda de seus novos amigos, os excêntricos Ema e Colherada, para seguir o rastro da namorada.

Minhas Impressões

A cada novo livro que eu pego, fico preocupado com a história. Se ela vai ser boa, se vai me instigar a ler, se eu vou ler o livro todo em algumas horas, enfim. Uma coisa que aprendi com o Harlan Coben é que não preciso me preocupar com isso. Qualquer livro que eu leia dele, sei que vou ficar desesperado pra ler logo até terminar, e não foi diferente com este.

Como não li ainda o Alta Tensão, dificilmente leio os livros na cronologia (a não ser os que exigem isso), fui apresentado ao Mickey Bolitar neste livro. A princípio achei que tinha pulado muitos livros da série e que ele era filho de Myron, mas na verdade se trata de seu sobrinho.

Após um acidente com seu pai e a decadência de sua mãe, Mickey passa a morar com seu tio, o qual ele não gosta muito. Acostumado a se mudar constantemente devido o trabalho dos pais, Mickey vê agora a possibilidade de formar amigos e ter uma vida normal na sua nova escola. Mickey é muito parecido com seu tio, alto, com porte atlético e muito habilidoso no basquete, mas ao contrário do que se esperava ele não se envolve com o grupinho de atletas da escola. Muito pelo contrário, ele passa a andar com um nerd muito estranho vulgo Colherada e com Ema, uma adolescente gordinha e com sérios problemas de baixa estima.

Quando ele se junta a esse “grupo de desajustados” já imaginei que o livro pararia por um bom tempo na velha história de Bullying que, quem acompanha literatura estrangeira conhece bem. Porém um dia no caminho da escola, Mickey é surpreendido por uma velha estranha que mora perto de sua casa e ela revela que seu pai ainda está vivo! Bom, todas as possibilidades de ter uma vida normal acabam com a afirmação de uma velha que era tida como louca pelos vizinhos.

Daí eu pensei, “fui surpreendido novamente”. O autor começa a tecer uma trama grande ao redor dessa afirmação. Mickey atordoado pela afirmação da velha, sofre outro baque, sua namorada some misteriosamente e parece que ninguém está procurando por ela! Então imagine um adolescente se metendo com bandidos terríveis atrás de uma namorada e respostas sobre seu pai, sem contar sua mãe que tem alguns problemas…

Enfim, algo que gosto muito no Harlan é que ele consegue abrir inúmeros mistérios na trama que vai te deixando cada vez mais envolvido com a história e com aquela vontade de adivinhar o que vai acontecer a seguir e no fim ele revela todos os mistérios. Esse é mais um livro do Harlan que vai ficar bem guardado no hall do melhores =). Com uma história intrigante e ação do começo ao fim, o autor consegue prender as mãos do leitor no livro até o fim. Recomendo muito esse livro, na verdade qual do Harlan Coben não é recomendável rs. Um detalhe que não posso esquecer é a capa, simplesmente excelente!

Até a próxima =)