Resenha: Cinquenta tons mais escuros – E. L. James

/Editora Intrínseca/Resenhas/

50-tons-mais-escuros-estante-dos-sonhosEditora: Intrínseca
Autor: E. L. James
ISBN: 9788580572100
Edição: 1
Número de páginas: 485
Acabamento: Brochura
Classificação EDS:  100 de 100 pontos

Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

Minhas impressões

Com um final pra lá de conturbado o primeiro livro da série deixou todo mundo perplexo e ávidos por ler o segundo, foi assim que eu me senti ao pegar o Cinquenta tons mais escuros na mão (tudo bem que era ebook). Estava meio preocupado quando comecei a ler o segundo livro, com medo de que fosse mais do mesmo. Ainda bem que me enganei.

Fazendo um leve resumo do primeiro livro, notamos um romance em segundo plano, que serve mais pra dar “liga” na história. Isso deixou alguns leitores sentindo falta de algo. No segundo livro, onde todo mundo esperava um Dominador, pra tomar as rédeas da relação e nos levar a mais experiência exóticas no “quarto de jogos”, vemos uma mudança drástica no comportamento de Christian.

As aparências enganam – diz ele, baixinho. – Não estou nem um pouco bem. Eu sinto como se o Sol tivesse se posto e não tivesse nascido por cinco dias, Ana. Estou vivendo uma noite infinita.

Mesmo com seu novo emprego Ana não consegue esquecer a experiência que teve com Christian e não sabia se havia gostado ou se sentia repulsa, porém, mesmo assim resolveu deixar Christian leva-la à exposição de José, onde tiveram um recomeço. Como falei um pouco acima, Ana também percebeu a mudança no comportamento de Christian, que demonstrava a cada dia estar disposto a dar o algo a mais que Ana tanto desejava.

Aquele romance “insuficiente” no primeiro livro vem em abundância neste, gerando suspiros os leitores, sem falar de excitação com algumas passagens do livro. Tudo que aconteceu no primeiro ficara melhor nesse, pois agora víamos nos dois uma paixão enlouquecedora, dando um toque de amor em suas relações que anteriormente eram contratuais, digamos.

Algo interessante no livro, foi a abertura do universo dos dois, começamos a conhecer um pouco mais da história de Christian, e até mesmo alguns segredos que Ana tão perseverantemente conseguiu descobrir. Sem contar em novos conhecidos de Ana que não são nada honestos (não vou falar mais do que isso =p).

Mesmo nessa paixão ardente, Ana não consegue deixar de pensar que não é suficiente para o CEO Sr. Gray. Todas as intervenções que acontecem entre eles neste livro, levam Ana a repensar o que estava acontecendo e se iria mesmo tomar a decisão tão importante que Christian estava esperando.

– Não – sussurra ele, os olhos arregalados de pânico, e, de repente, ele está de joelhos diante de mim, a cabeça abaixada, as mãos espalmadas nas coxas. Ele respira fundo e não se move.
– Christian! O que você está fazendo? – repito, numa voz aguda. Ele não se move. – Christian, olhe para mim! – ordeno, em pânico.

Quando cheguei nesse trecho acima, não queria ler mais. Tamanho o susto que eu tomei. Jamais eu esperaria tal ação de Christian. Ana tem que decidir rapidamente o que quer fazer da sua vida. Se seria junto com o Sr. Grey ou não, dependia somente dela.

Enfim. O segundo livro é melhor que o primeiro, pois conseguiu mesmo após as revelações do primeiro me surpreender, muito, tanto que demorei a conseguir fazer uma resenha que não revelasse muito sobre o livro, pra não tirar essa oportunidade de vocês. Por favor comentem o que acharam e até a próxima =)