Resenha: Dragão Vermelho – Thomas Harris

/Editora Record/Resenhas/

Editora: Record
Autor: Thomas Harris
ISBN: 9788577992256
Edição: 1
Número de páginas: 384
Acabamento: Brochura
Compre: Amazon
Classificação EDS:  100 de 100 pontos

Quando trabalhava como agente do FBI, Will Graham conseguiu reunir provas suficientes para condenar o canibal Hannibal Lecter. Depois do episódio, decidiu mudar-se para a Flórida com sua família, mas seus dias de tranquilidade são interrompidos quando um antigo chefe lhe pede para investigar uma série de assassinatos misteriosos. Graham começa a seguir as pistas do cruel criminoso conhecido como Fada do Dente. Logo percebe que para capturá-lo será preciso compreender sua mente doentia. Para isso, entretanto, Graham terá de enfrentar seus fantasmas e pedir ajuda ao Dr. Lecter, o que pode ter consequências desastrosas.

Minhas impressões

Eu tinha um péssimo costume de evitar ler livros clássicos. Sempre achei que fazer resenha de um livro clássico era desnecessário já que existem milhões de resenhas deles por aí, mas enfim, essa é mais uma então =]

Dentre os livros clássicos que eu sempre quis ler existe esse, tanto pelo filme quando pelo fato de contar com a participação de Hannibal Lecter, uma tímida participação, mas importante.

Will Graham ficou conhecido no primeiro livro do autor em que ele (spoiler) descobre que Lecter é que vinha matando as pessoas e canibalizando-as. Seu modo peculiar de pensar como o assassino garantiu um lugar especial na literatura criminal e também um lugar especial no coração de Lecter, uma vez que ele (Graham) foi o único que conseguiu descobrir e compreender como Lecter “funcionava”.

Por esse modo único de pensar, Graham também é um pouco perturbado. É perceptível que ele vive num limiar entre o terror do que ele está investigando e o horror de ele mesmo ser capaz de cometer aqueles atos. No livro cita que ele passa algum tempo internado numa instituição de psiquiatria, após matar um assassino que ele estava investigando. Essa morte faz com que ele questione exatamente o limiar que citei acima.

Cito isso, pois logo no início do livro, quando ocorrem os primeiros assassinatos, Will decide recorrer à Lecter na esperança de que o doutor consiga de alguma forma compreender e dizer quem, ou como esse assassino age. Existe uma certa relutância em Will a fazer isso dado seu histórico com Lecter. No livro a interação real que Will tem com Lecter é somente esta, depois disso somente por cartas. No filme é bem diferente, tendo mais diálogos entre eles, mas isso não chega a distanciar muito as versões.

O dentuço, posteriormente o dragão, é o tipico serial killer. Reprimido quando criança. Tendo uma estrutura familiar péssima, autoestima baixíssima e hostilizado por sua aparência, acaba crescendo e vendo numa pintura de William Blake, intitulada de O Grande Dragão Vermelho e a Mulher Vestida de Sol, tem uma revelação: ele nascera dessa forma para se transformar no Dragão. O destino dele era ser o grande Dragão vermelho e para concluir essa transformação ele precisava de sacrifícios.

O livro em si não traz muita interação entre o Graham e o assassino. O foco basicamente fica no jogo psicológico que o autor faz ao descrever minuciosamente a busca de Will por provas e sua dificuldade em lidar com um novo assassino, e a busca do assassino por novas vítimas e como ele justifica até mesmo pra si a sua teoria.

Como falei o autor faz muito bem um jogo com o leitor entre a teoria do assassino e o tormento do Will. Pra explicar melhor isso, vou citar a série de televisão Hannibal que na segunda temporada (spoiler) traz a dúvida se o Will não é na verdade um serial killer, ou seja, a diferença entre ele e o dragão é muito pequena. As posições dos dois poderia ser somente um escolha diferente no passado de ambos. Pelo menos foi assim que compreendi as obras desse autor.

Enfim, a obra é estupenda. Como falei, o jogo que o autor faz com o leitor deixa o suspense mais carregado. O enredo em si não é tão tenebroso assim, mas a trama, como foi disposta, dá aquele friozinho na espinha e a vontade louca de terminar o livro. Se você não leu ainda, recomendo que leia e se não assistiu o filme ainda, assista!

Até a próxima =]

Compartilhe este link para ganhar pontos