Resenha: O Beijo – Série Bruxos e Bruxas – Vol. 4 – James Patterson

/Editora Novo Conceito/Resenhas/

Editora: Novo Conceito
Autor: James Patterson
ISBN: 9788581635101
Edição: 1
Número de páginas: 304
Acabamento: Brochura
Classificação EDS: 40 de 100 pontos
Compre: Amazon

No quarto livro da série Bruxos e Bruxas, Whit e Wisty, agora membros do Conselho, estão tentando reconstruir a cidade depois de derrotar “O Único Que É O Único”, o vilão mais malvado do mundo. Quando tudo parece correr bem, surge uma nova ameaça, personificada na figura do cruel Rei da Montanha. Ele é um mago indestrutível, que deseja a todo custo dominar a cidade. Sem água e prestes a ficar sem alimentos, a população conta com os irmãos Allgood para sobreviver.
Wisty está encantada pelo jovem Heath, que compreende tão bem os seus dilemas afinal, ele também é um bruxo. Talvez Wisty possa se unir a Heath na guerra contra o Rei da Montanha. Mas o que será que Whit acha disso?

Minhas impressões

Se vocês derem uma lida nas resenhas dos livros dessa série aqui no blog vão ver que no segundo livro eu já não estava gostando muito. Na verdade estava odiando. porém em respeito ao autor que já escreveu livros incríveis, continuei lendo. Sem contar o respeito pela editora também que foi umas das únicas que me deu a oportunidade de parceria e boas leituras.

Posso confessar que o fato de eu achar o livro péssimo é parte culpa minha também, pois esse livro com certeza deve ter sido escrito para crianças de dez ano ou menos, ou seja, não é pra mim. (Apesar de ter visto umas resenhas de meninas bem mais velhas achando essa saga incrível, tsc tsc). Vou tentar explicar da forma mais imparcial possível, mas vai ser difícil.

Resenha: Bruxos e Bruxas – James Patterson

/Editora Novo Conceito/Resenhas/

Bruxos-e-Bruxas-james-patterson-estante-dos-sonhosEditora: Novo Conceito
Autor: James Patterson
ISBN: 9788581632216
Edição: 1
Número de páginas: 288
Acabamento: Brochura
Compre: Amazon
Classificação EDS:  100 de 100 pontos

É como entrar em um pesadelo. Do nada, você é retirado de sua casa, preso, e acusado de bruxaria. Parece século 17, mas é o governo da Nova Ordem, e está acontecendo agora! Sob a ideologia da Nova Ordem, O Único Que É O Único mantém seu poder à força, sem música, nem internet, nem livros, arte ou beleza. E ter menos de 18 anos já é motivo suficiente para que você seja suspeito de conspiração. Os irmãos Allgood estão encarcerados nesse pesadelo e, para escapar desse mundo de opressão e medo, terão que contar um com o outro e aprender a usar a magia. Do autor best-seller James Patterson, Bruxos e Bruxas é uma saga para se ler… antes que seja tarde.

Book trailer

Minhas impressões

Só agora (depois do puxão de orelha da Day), que eu vi que não havia feito a resenha desse livro, o que é um absurdo! Li tão rápido esse livro que acabei esquecendo =/

Pois bem, algo que me chamou atenção de cara foi o trabalho espetacular da capa desse livro. Não há como negar que a capa já dá vontade de pegar o livro e não largar mais. O melhor ainda é o conteúdo.

Pra quem já lia os livros do James Patterson, já está acostumado com as tramas intrigantes que ele escreve e esse livro não é diferente. Os irmão Allgood são como todos os irmãos, brigam por besteiras e implicam um com o outro, mas de um dia pro outro percebem como isso é banal. Arrancados de sua casa pela Nova Ordem eles se veem dependentes um do outro para sobreviver. O mundo tinha virado de cabeça pra baixo em questão de uma noite. O Único que é o Único agora é quem manda e tudo que está em desacordo com ele, deve desaparecer.

Diferente de outros, os irmãos Allgood acabam descobrindo que eles tem poderes! Não vou falar mais nada dos poderes pra não dar muito spoiler =p. Além dos poderes, eles encontram a resistência, um grupo de jovens que é contra o que o Único que é o Único está fazendo e cabe a eles acabarem com esse tirano.

Enfim, o livro é excelente como todos os do James Patterson. Ele conseguiu criar um mundo distópico envolvendo bruxos e sem cair pra nenhum dos clichês de hoje em dia quando falamos de magia. O livro é exatamente daquele tipo que você só larga quando termina, tanto que li em um dia. Além disso é interessante a análise e as referências que o autor faz com o mundo atual, usando nome de artistas conhecidos com uma leve alteração por exemplo. A analogia do mundo descrito no livro com o nosso mundo é muito bem bolada. Por vezes o jovem hoje, é visto como o causador de problemas e logo é reprimido, portanto espere se identificar bastante com algumas passagens do livro, claro, associando ao mundo atual.

A narração em 1ª pessoa é outro detalhe que só contribui com o ritmo do livro. Entre um capítulo e outro, você lê o relato através de Whisty e Whit. É engraçado em alguns momentos os comentários que eles fazem entre si. Aquela típica acidez entre irmão que faz você dar boas risadas.

Algo que preciso citar antes que eu esqueça foi o trabalho viral que a Novo Conceito fez, eu citei neste post, porém vou falar novamente =) Do nada recebo uma carta sem identificação com banner de dois jovens sendo procurados. Achei estranho, mas percebi que era alguma jogada de marketing e isso já me deixou morrendo de curiosidade. Sou meio nerd, confesso, então acabei descobrindo quem enviou e mais tarde soube que se tratava de um livro. Então já dá pra entender o motivo do sucesso desse livro. Trabalho excelente de marketing!

Prometo que to acabando.

A continuação do livro já está pra sair e o nome é O Dom, que espero ser melhor que o primeiro. Recomendo muito o livro. Além da capa estupenda, o livro é incrível.

Até a próxima =)

Compartilhe este link para ganhar pontos