Resenha: Agnus Dei – A Idade do Sangue – Julianna Costa

/Grimório Editorial/Resenhas/

Editora: Grimório Editorial
Autor: Julianna Costa
ISBN: 9788565968003
Edição: 1
Número de páginas: 473
Acabamento: Brochura
Classificação EDS:  100 de 100 pontos

Sediada dentro de um hospício, oculta da sociedade, encontra-se a Ordem de Aset. Uma dentre as cinco Grandes Organizações com o dever de caçar e exterminar crias do escuro, seres sobrenaturais aos quais se enquadram demônios, vampiros, lobisomens, bruxas e toda a horda de entes abissais. A busca por uma garota, recém-descoberta como uma possível reencarnação de um dos fundadores da
Ordem, incide num confronto épico envolvendo outra Organização, a Agnus Dei, iniciando a contagem de uma trama frenética que promete levar a História a mais densa das eras: a Idade do Sangue.

Minhas impressões

Bom, primeiramente quero me desculpar com o pessoal da Grimório por não ter agradecido o livro que me enviaram. Costumo dizer que um livro não é só um presente e sim um mundo que você oferece a outra pessoa. Obrigado.

Preciso confessar também que eu tenho (tinha) preconceito com livros brasileiros sobre vampiros. Depois de muito tempo lendo Anne Rice, ou o próprio Bram Stroker, além de mitologias sobre os vampiros (sim, sou meio viciado, não viciado estilo crepúsculo… Argh…), porém quebrei a cara nas primeiras páginas desse livro.