Resenha: Reflexões ácidas – Rodrigo Giaffredo

/Editora Chiado/Resenhas/

Editora: Chiado Editora
Autor: Rodrigo Giaffredo
ISBN: 978-8594540355
Número de páginas: 224
Acabamento: Brochura
Classificação EDS: 100 de 100
Compre: Amazon

“Não me preocupa que as máquinas pensem como pessoas, me preocupa que as pessoas pensem como máquinas”. Tim Cook, atual presidente da Apple, durante a Conferência Mundial sobre a Internet ocorrida em 2018, na China. A manutenção da nossa relevância profissional num futuro dominado pelo “digital” dependerá cada vez mais da nossa capacidade de sermos mais humanos. Te convido a pensar junto comigo a respeito de uma centena de pontos de atenção, e avaliar a quantas anda o seu protagonismo, quando o assunto é o rumo de sua própria vida. Porém já te aviso, não vai ter cafuné. O papo vai ser direto e reto. E ácido também.

Minhas impressões

Conheci Rodrigo Giaffredo virtualmente pelo LinkedIn. O jeito despojado de ser chamou minha atenção. Um cara descontraído, com pinta de motoqueiro/roqueiro/cara legal da IBM que manja muito de Design Thinking, Agile, e principalmente, de pessoas.

Adorava ler suas publicações no feed, especialmente as que traziam ao final as hashtags #protagonismohumanonaeradigital e/ou #reflexõesácidas. Até que ele anunciou que lançaria um livro sobre suas reflexões ácidas. Fiz questão de ir ao lançamento e adquirir meu exemplar autografado.