Resenha: Neon Azul – Eric Novello

/Editora Draco/Resenhas/

Editora: Editora Draco
Autor: Eric Novello
ISBN: B008TW1IB6
Número de páginas: 160
Acabamento: Ebook
Classificação EDS: 100 de 100
Compre: Amazon

Neon Azul é uma boate onde habitam os seus mais sombrios desejos e tentações. É um lugar diferente, repleto de acontecimentos estranhos, mas que poderia estar na esquina da sua casa ou no caminho entre o trabalho e o metrô. Acompanhe a história do inferninho e de seus clientes peculiares, e descubra que realizar seus desejos pode ter efeitos colaterais imprevisíveis.

Minhas Impressões

Comecei a ler as obras do Eric Novello a partir do Exorcismos, amores e uma dose de blues. Conheci essa obra em específico direto das mãos do autor numa Bienal!

Durante o EADB, o autor cita em alguns momentos o bar/clube noturno Neon Azul. E a forma como o Neon é apresentado nessa obra já suscita uma curiosidade em quem lê. O fato de não ter achado o livro físico aumentou mais ainda o anseio.

Por sorte vivemos na época dos ebooks =]

Porque estou explicando tanto como conheci o Neon Azul? Por que não dá para explicar o que é o Neon. Sabe aquele meme que fala: “Não sei explicar, só sentir…”? É basicamente isso.

Para quem leu Harry Potter, o Neon seria uma “Sala precisa”. Parece que isso simplifica demais o livro, mas pelo contrário. Só consegui entender isso depois de um tempo que li o livro. Tanto que fazem alguns meses que li o livro.

Neon é um lugar que não se repete para quem entra. Já ao passar pelo mendigo da rua, com histórias intrigantes; pelo seguranças, Raul e Jamelão, e subir as escadas, a experiência é única para cada um, assim como as histórias que são contadas e vividas ali dentro. Cantoras que se apresentam, musicistas que se exaurem num transe apaixonado com sua música, pessoas que se encontram e paixões que se esvaem.

Como se isso não bastasse, a casa conta com um gerente que por si só já seria suficiente para um livro (Eric, se você estiver lendo isso, fica a dica rs). Há também um dono? Sim, uma pergunta mesmo, pois é difícil dizer e entender quem ele é. Ele é conhecido como o Homem. Quando ele chega sua presença é sentida. Homens suam frio, mulheres ficam trêmulas…

Já me tornei suspeito para falar dos livros e contos do Eric Novello, (sim já falei isso em outras resenhas dele), pois a forma que ele conta uma história é envolvente. Ele te faz sentir o que está se passando na situação. Ele faz uma imersão nas sensações e sentimentos dos personagens. Você se sente arrebatado, que nem percebe o tempo passando do lado de fora.

Citando outro conto do autor, Cheiro de Suor, resenha aqui. Numa das cenas tensas, você chega a sentir realmente o suor surgindo nos poros do personagem, a pele iluminada pelo brilho que o suor gera quando começa a evaporar pelo corpo. Em Neon Azul, as histórias vão tomando forma, se interligando inteligentemente e cada vez mais você se sente parte do Neon.

Recomendo a leitura. Na verdade a leitura de qualquer obra do Eric. Seja literatura fantástica como EADB, seja quase prevendo o futuro como em Ninguém Nasce Herói, você vai ler numa tacada só e ficar esperando por mais. Aproveitando, o Eric tem um link no Catarse, onde ele acaba enviando materiais inéditos para seus “padrinhos”. É uma forma excelente de recompensar uma boa obra e bons autores =)

Já leu? Comente o que achou!

Até a próxima.