Resenha: The Kiss of Deception – Crônicas de Amor e Ódio – Vol. I – Mary E. Pearson

/Editora DarkSide Books/Resenhas/

Editora: Darkside Books
Autor: Mary E. Pearson
ISBN: 9788566636864
Número de páginas: 384
Acabamento: Encadernado
Classificação EDS: 100 de 100
Compre: Amazon

Plante ilusões e você colherá do mundo grandes decepções A força feminina é a grande estrela neste romance de Mary E. Pearson. Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o romance de Pearson é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor e como ele pode nos enganar, e de uma protagonista em busca de sua liberdade e felicidade a qualquer custo.

Minhas impressões

Recebi essa edição de presente da Darkside já há um bom tempo, mas ficou na fila interminável de livros para ler (vários deles da própria Darkside).

A qualidade das edições já é um padrão, mas este em especial veio com um poster do livro e suas contra capas vem com desenhos dos mapas, dando mais noção para o leitor, do que está acontecendo.

“Porque os Reinos ergueram-se das cinzas dos homens e estão construídos sobre os ossos daqueles que foram perdidos, e para lá haveremos de retornar se o Céu assim desejar.” Ele ergueu meu queixo com uma das mãos e, com o polegar da outra mão, borrou minha testa com cinzas.

Como sempre não leio a sinopse do livro para não criar expectativas ou pré conceitos antes de ler. Já me arrependi disso? Sim, com certeza. Principalmente com o livro Inferno de Gabriel (que você pode ler a resenha aqui).

Antes de falar das impressões do livro, preciso dizer que a autora, Mary E. Pearson, é excelente em confundir o leitor. Entenda confundir no sentido de não entregar a história logo de cara.

“Porque, sempre, desde o primeiro dia em que a vi, tenho ido dormir pensando em você e, todas as manhãs, quando acordo, meus primeiros pensamento são sobre você.” Ele deu um passo impossivelmente mais para perto de mim, segurando minha face com as mãos em concha, seu toque tão gentil que mal se sentia.

Quando comecei a ler a história de Lia, princesa e personagem principal do livro, já imaginei uma Joana D’Arc, sanguinária, destruindo reinos. Devo ter lido muito Prince of Thorns… Porém a história apresenta a primeira reviravolta, que não contarei, claro. Minha expectativa mudou e passei a ter o receio de ter pego um livro de romance adolescente da vida. Perceba que não estou julgando o gênero, só afirmando que não é do meu gosto.

Já peço desculpas adiantadas aos editores e a galera que faz a seleção de títulos da Darkside por ter duvidado.

“Quando não estou com você fico me perguntando onde você está. Fico me perguntando o que está fazendo. Eu penso no quanto desejo tocá-la. Quero sentir sua pele, seus cabelos, passar todas as mechas de seus cabelos escuros pelos meus dedos. Quero abraçar você, segurar suas mãos, seu queixo.” O rosto dele veio chegando mais para perto do meu, e senti a respiração dele na minha pele. “Quero puxar você para perto de mim e nunca soltar”, sussurrou ele.

Comentei acima que a autora consegue confundir o leitor, certo? Em determinada parte do livro cheguei a voltar alguns capítulos para checar se eu não havia lido errado, pois já estava com ódio formado de um personagem e do nada, tudo mudou. Essas mudanças me impeliram a continuar lendo para descobrir o que aconteceria. Esse primeiro volume formou uma base sólida para o desenvolvimento dos próximos volumes.

Pois bem. Novamente a Darkside apresenta um livro surpreendente, dentro da categoria Dark Love. Sempre adorei enredos que contém cenários pós-apocalípticos e Kiss of Deception vem com um background misterioso a ser revelado. Vale à pena a leitura e isso confirma cada vez mais que você pode fechar os olhos e escolher qualquer livro da Darkside para ler.

Até que apareça aquela que é mais poderosa,
Aquela nascida do infortúnio,
Aquela que era fraca,
Aquela que era caçada,
Aquela marcada com garra e a vinha,
Aquela nomeada em segredo,
Aquela chamada Jezelia.

Já leu? Diga o que achou nos comentários.


Photo by Yuliya Kosolapova on Unsplash