Resenha: Proibida a entrada de pessoas perfeitas – John Burke

/Editora Vida/Resenhas/

Editora: Vida
Autor: John Burke
ISBN: 9788573679816
Edição: 1
Número de páginas: 416
Acabamento: Brochura
Compre: Amazon
Classificação EDS:  100 de 100 pontos

Escrito para pastores, líderes e todos os interessados em ampliar o impacto exercido pela Igreja, Proibida a entrada de pessoas perfeitas mostra como criar a cultura do tipo “venha como você está”, auxiliando na difícil tarefa de construir uma ponte sobre o abismo existente entre a Igreja e o mundo pós-moderno. Atual e relevante, esta obra essencial apresenta caminhos para derrubar as barreiras que afastam as novas gerações do amor de Deus. Burke lembra que Deus continua utilizando o mesmo método usado em todas as gerações: institui sua igreja contando com pessoas imperfeitas, em situações aparentemente sem esperança. Ninguém está tão longe ou perdido que Deus não o possa alcançar!

Minhas impressões

Bom, esse livro faz um bom tempo que eu li. Ele é um livro cristão escrito pelo pastor John Burke de uma igreja protestante de Austin, USA. No livro, como o título já diz, o pastor trata da tolerância nas igrejas em geral. Ele trata de assuntos que muitas vezes é um tabu, e não somente no meio cristão.

Ele relata a vida de algumas pessoas tidas como “desajustadas” e que normalmente são vistas com maus olhos, tanto pela sociedade, quanto pela igreja. Pessoas homossexuais, drogados, ex presidiários, etc. Ele mostra nesse livro, baseado tanto na bíblia, quanto nas experiências que ele teve em sua igreja, como ele aceitou e mudou a vida dessas pessoas.

Algo que me lembro muito bem é de quando ele usou o versículo da bíblia que diz “venha como estás…” Parece algo simples, mas é pouco usado nas igrejas. O versículo orienta a pessoa a buscar refúgio em Deus da forma que está, não importa a forma, os vícios, etc. Isso mostra que não responsabilidade de ninguém na igreja mudar o comportamento daquela pessoa. De apontar se ela está errada ou não. A pessoa deve ter a liberdade de entrar na igreja da forma que é. Se ela vai permanecer daquela forma, cometendo os mesmo “erros” isso é entre ela e Deus.

Isso mostra claramente um dos ensinamentos mais importante pro ser humano. Falo ser humano pra não me referir somente aos cristãos, tolerância.

Não importa como a pessoa age, o que ela faz e sim quem ela é. Você tem que buscar conhecer quem ela é e ajuda-la da forma que ela é. Se ela vai mudar ou não, isso é problema dela. Não devemos jamais julgar ou apontar. Isso faz a diferença.

O pastor mostra como é importante o exemplo de vida, o companheirismo na hora de acolher. Muitas pessoas que foram convertidas na igreja dele, foram convertida não somente pela pregação do evangelho, e sim, pelo exemplo de vida que os seus iguais mostraram. Seja ajudando com uma cesta básica, seja ajudando a reconstruir uma casa de pessoas que não tinham condições de reerguê-la.

Enfim, sei que é um livro bem específico, mas resolvi fazer a resenha dele. Foi um livro que me ajudou muito a mudar de visão, a ter um foco na pessoa e não no que ela faz. Recomendo bastante e me contem como foi depois de ler =]

Compartilhe este link para ganhar pontos