Resenha: The Body – Stephen King

/Editora Pearson/Longman/Resenhas/

Editora: Pearson/Longman
Autor: Stephen King
ISBN: 9781405882378
Edição: 1
Número de páginas: 76
Acabamento: e-book
Classificação EDS: 100 de 100 pontos

Pearson Gordie Lanchance and his three friends are always ready for adventure When they hear about a dead body in the forest they go to look for it Then they.. discover how cruel the world can be

Minhas Impressões

Há muito tempo que tenho esse filme como um dos meus favoritos, mas nunca havia lido a novela. Primeiro porque eu não tinha acesso ao livro e segundo porque meu inglês não era tão bom na época.

Só situando melhor. O filme Stand by me (Conta Comigo no Brasil) foi baseado em uma novela do Stephen King chamada The Body (deve ser até por isso que tenho o filme Conta Comigo como um dos favoritos). O livro é minúsculo, tem apenas 76 páginas, versão em PDF que baixei (sim, baixei o livro, afinal nossas queridas editoras só querem best seller e não temos a liberdade de comprar de fora, pois temos que “proteger” nosso mercado…). Eu diria que a novela está mais para um conto do que novela.

Não vou poupar os spoilers, pois é uma história velha e o filme já passou milhões de vezes na sessão da tarde =)

A trama é bem simples. Quatro amigos ficam sabendo de um garoto que foi morto e seu corpo fora largado perto de um rio. Os quatro então resolvem ir atrás do corpo e reivindicarem o achado pra si. O que deixa a trama interessante é o grupo incomum.

Gordie é o único menino “normal” dessa turma, Chris seu melhor amigo, tem uma família totalmente disfuncional, com um pai alcoólatra que o espanca; Teddy tem um problema de audição e um leve problema com o pai também, que enlouqueceu devido a guerra. Por último Vern, que tem um irmão delinquente.

É engraçado como uma novela tão simples, possa ter gerado um filme tão complexo quanto este. Pra mim o que mais marcou tanto no livro quanto no filme foi a interação entre os quatro ser tão autêntica. Existe entre eles aquela inocência de criança, mas também a malicia característica da adolescência. Todos eles estão passando por algum problema em casa e isso os une intrinsecamente.

A relação entre Chris e Gordie é bem mais próxima, pois Gordie consegue compreender a necessidade que o Chris tem de um ombro amigo pra suportar tudo que acontece em casa, além de alguém que possa incentivá-lo a seguir um caminho diferente do que todos esperam dele. Por outro lado Chris também compreende que Gordie precisa de um irmão mais velho, já que o dele morreu e tudo que seus pais fazem é pensar nisso e desprezá-lo.

É por ser tão autêntico que se torna tão especial. Na trama são apenas dois dias, mas dá pra ver uma imensidão de sentimentos e verdades nessa relação, por exemplo o amor entre amigos (calma, estou falando do amor fileo, que é um dos três significados da palavra amor, ou então amor de irmão, amor de amigo), o apoio incondicional e o abandono também.

Enfim, esse amor pelo livro/filme é mais emocional e por experiências próprias do que por motivos técnicos ou qualidade do livro em si. Claro que por se tratar de um livro do King, é excelentemente bem feito, mas como disse, é uma história simples que vai fazer você se emocionar também.

Até mais =]