Resenha: Os Senhores dos Dinossauros – Victor Milán

/Editora DarkSide Books/Resenhas/

Editora: DarkSide Books
Autor: Victor Milán
ISBN: 9788566636741
Edição: 1
Número de páginas: 480
Acabamento: Encadernado
Classificação EDS: 80 de 100 pontos
Compre: Amazon

Em “Os Senhores dos Dinossauros”, Victor Milán consegue materializar um sonho que milhares de leitores compartilham secretamente desde a infância: cavalgar os gigantes répteis pré-históricos, como o terrível Tiranossauro Rex. O romance se passa no Império da Nuevaropa, um continente claramente inspirado na Europa do século XIV. Cultura e costumes, religião, conflitos políticos, tecnologia e armamento são compatíveis com o último período da Idade Média. Mas neste mundo, construído pelos Oito Criadores, os dinossauros também fazem parte do arsenal de guerra.
Os Senhores dos Dinossauros é o primeiro livro de uma Trilogia desenvolvida por Victor Milán, autor de mais de 100 romances de ficção científica e fantasia. Ele também é um dos fundadores e coescritores do projeto Wild Cards, de Melinda M. Snodgrass e George R. R. Martin. O autor de Guerra dos Tronos, amigo pessoal de Milan, define o que os leitores podem esperar de Os Senhores dos Dinossauros: “É como um encontro de Jurassic Park com Game of Thrones.”
A luxuosa edição brasileira de Os Senhores dos Dinossauros vem em capa dura, com ilustrações originais de Richard Anderson, artista que desenvolveu concepts para filmes de Hollywood como Os Guardiões da Galáxia, Thor: O Mundo Sombrio, Gravidade e Prometheus.

Minhas impressões

Levei mais ou menos um mês pra conseguir escrever essa resenha, pois até agora não tinha certeza se gostava mesmo dos “Senhores dos Dinossauros” ou não. Posso afirmar hoje que é um bom livro sim e vou tentar explicar minha reticência.

Criar um mundo novo não é algo fácil. Até hoje li pouquíssimos livros que se arriscam a criar um mundo do zero e que fazem isso bem. Na maioria das vezes o autor se baseia em nosso mundo e nas regras de física que aqui existem, para dar forma à uma dimensão nova. Um exímio exemplo disso é o Tolkien com a Terra Média, que serve até hoje como base para diversos outros autores e mundos.

Pois bem. O que me deixou com um pé atrás e me fez desgostar do livro no início, foi a pretensão do autor em falar para esquecermos o nosso mundo e tudo que conhecemos dele, pois não veríamos as mesmas regras em Paraíso. Até aí tudo bem, fiquei até empolgado, porém isso não é verdade.

Todo o universo do livro é baseado em nosso mundo. Desde os dinossauros até os personagens que são no fim, humanos. Se o autor quer que esqueçamos das regras do nosso mundo, ele deveria nos mostrar ou explicar como este novo mundo e personagens seriam, mas enfim. Compreendo que isso levaria muito tempo e que sempre teríamos como exemplo o que já conhecemos.

Fora isso o que me deixou um pouco irritado foi a forma confusa que o autor descreve os primeiros acontecimentos. Não sei se este foi o primeiro livro desse autor (até o momento que escrevi essa resenha não havia pesquisado isso), mas ele não conseguiu descrever muito bem a batalha inicial. Durante a batalha ele apresenta tantos personagens ao mesmo tempo que você se perde.

Por mais que você não apresente de fato um personagem, guardando o desenvolvimento dele para depois, você deve introduzi-lo na história de forma que o leitor vá lembrar depois.

Antes de ir para as partes que me agradaram, falta um ponto que não é bem desenvolvido: Os dinossauros.

Mesmo que você, assim como eu, tenha assistido umas mil vezes o Jurassic Park na sessão da tarde, isso não faz da gente um paleontólogo. Portanto as descrições que o autor faz dos dinossauros pouco importa, pois não sabemos diferenciar, nem visualizar os “detalhes”. Faltou um pouco mais de cuidados.

Agora indo para a parte boa. O autor vai melhorando a narrativa durante o livro. Ele começa a desenvolver melhor os personagens e isso vai criando aquele clima de ansiedade pra saber mais.

Tirando toda a parte técnica da escrita (analisada por um meio escritor como eu), a ideia de um mundo de guerreiros e dinossauros com uma pitada de seres sobrenaturais é muito legal. Pra mim isso é algo inédito e ver que o autor estava progredindo me incentivou a continuar a ler a saga (sim, tem mais de um).

As batalhas também vão ficando mais detalhadas e os personagens interessantes. Tramas principais e secundárias aparecem e o livro toma corpo. Com isso você vai querer descobrir mais detalhes.

Enfim, o livro me surpreendeu. Achei que seria o primeiro livro da DarkSide que eu faria uma resenha negativa, mas felizmente isso não aconteceu. Recomendo a leitura e recomendo que você tenha paciência no início =]

Já leu? O que achou? Fala pra gente =D